Mato Grosso, .
Notícia
 
Segunda-Feira, 04 de Outubro de 2010, 10h53
Fernando Martins assume presidência da Intel no Brasil
G1
Tamanho do texto:
O Banco do Povo da China (PBOC, o banco central do país) informou nesta sexta que vai elevar a taxa do compulsório dos bancos em 0,50 ponto porcentual a partir de 20 de janeiro. A decisão segue-se a seis elevações no compulsório implementadas no ano passado.

Esse é o mais recente movimento da China para tentar limitar a inflação, depois de o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) atingir 5,1% em novembro de 2010, a maior alta em mais de dois anos. No dia 25 de dezembro, o PBOC elevou as taxas de referência para empréstimos e depósitos pela segunda vez no ano passado.

A última alta no compulsório dos bancos da China começou a ter efeito em 20 de dezembro. Com base nos anúncios do PBOC, a taxa oficial para a maior parte das instituições financeiras será de 19% depois que a elevação anunciada hoje começar a vigorar. No entanto, a imprensa estatal chinesa tem afirmado que o banco central pode ter verbalmente ordenado que os bancos separassem mais reservas depois de eles terem aumentado os empréstimos nos últimos meses. O PBOC não confirmou nem negou esses relatos.

O compulsório representa a parcela dos depósitos que, obrigatoriamente, os bancos são obrigados a deixar no banco central. Quanto maior o compulsório, menor a liquidez na economia. O aumento do compulsório é uma estratégia usada para reduzir o dinheiro em circulação e combater a alta de preços
Av. Antonio Castilho S/n Centro CEP: 78587 - 000
Fone: (66) 3525 - 1155